domingo, 19 de outubro de 2008

Quando isso vai acabar?

Se tem uma coisa que a gente (?) não entende são os tais shorts "sociais". Desde QUANDO short é social, meu dels? Deixa a Tia explicar uma coisa: só porque você coloca 'social' ao lado de uma palavra, não quer dizer ela transforme o objeto. Quer ver? Havaiana social. Pronto. Agora quero ver quem vai ser o primeiro a ir de havaiana no Absinto [replace that with your own personal choice of club here].

Dizem por aí que o short "deixa a mulher feminina e sexy com mais conforto que a minissaia". Gente, mais conforto que a minissaia? Deixa eu contar uma história. Quando eu estava na 4ª série, uma colega apareceu com a grande idéia de usar um mini short por baixo da saia, para evitar transtornos na hora de brincar de pega-pega. Ao que outra colega prontamente respondeu, do alto dos seus 10 anos: "Short por baixo da saia?! Se você não sabe usar saia, não use saia!"

Então, se você não vai brincar de pega-pega, deixe o short para a hora da faxina em casa. Ou pelo menos não me venha com esssa história de short social. Não cola. Pior que isso só ler no Donna do domingo passado que "o short vai invadir a nossa praia". O RLY? Achei que o povo ia pra praia de calça jeans.

Anywho, toda essa introdução só para mostrar isso:

NÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOOOOOOO!!! NÃO, NÃO E NÃO! Viu no que dá ficar espalhando essa febre de short "social"?O fim do mundo chegou e ninguém me avisou.

*dica do Pereira, uma pessoa com bom senso.

2 comentários:

raisa disse...

Chega a ser vergonhoso contar isso aqui, mas... eu comprei um short social. E AMEI! Nunca vai substituir as minhas saias. Eu gostei do short porque posso usá-lo com camisa social, gravata, meia-calça e sapato. Fica uma coisa andrógina e feminina (não sei como explicar). Todavia, não o uso pra sair. Um mínimo de bom senso persiste.

Joao V disse...

Não usa para sair? Usa camisa social, gravata, meia-calça e sapato para ficar em casa? Agora fiquei impressionado. :P